Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Almoço com o filho mais velho. Matar saudades. Partilhar a paixão pelos livros. Rir à gargalhada quando a senhora que lhe entrega os 6 livros que ele encomendou fica espantada por serem para ele ler por prazer e não por obrigação de uma disciplina qualquer. Já disse que é provavelmente ele quem vai aproveitar mais todos os meus livros? Provavelmente é. Tenho filhos para todos os gostos. Letras para um, ciências e números para outro e ainda artes para outro. Sou uma sortuda, uma mãe babada. Como não estar grata?

8e8ba206d3df19ab6fdad9fe0e0eb019.jpg

Meu Deus! Que livro tão bom, apesar de tão "escuro". Acho que nunca li um livro que me tivesse causado tanta angústia, um nó tão grande no estômago como este. E que, apesar disso mesmo, me obrigou a lê-lo até à última página, até à última letra com tanta sofreguidão (como vêem, até já eu escrevo de forma "dramática", influenciada pelo livro...).

 

(a minha crítica ao livro deixada no Goodreads)

Pág. 1/5