Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

A maldade não tem limites

Carla, 09.11.16

Não tenho por hábito falar aqui da minha vida familiar. Falei uma ou duas vezes, mas não é algo que goste de expor no blog. Mas tenho que desabafar, de tão nervosa que estou. Já aqui disse que a minha irmã esteve muitos meses de baixa este ano com uma grave depressão. Já aqui disse que a minha mãe tem um cancro, descoberto há meses, sem esperança de cura. Elas vivem juntas e é a minha irmã que lhe presta mais assistência. Amanhã vai ter de a acompanhar ao hospital, porque a minha mãe não está bem e pediram para a levar lá para a observarem.  Ao longo dos meses de baixa, a minha irmã foi recebendo sms anónimas, pondo em causa a sua saúde e a sua vida privada. Desde que voltou ao trabalho a coisa acalmou, mas o clima que essa pessoa (sim, porque as sms são anónimas, mas não tenho qualquer dúvida de quem as manda, só não tenho maneira de o provar) tem criado à volta dela tem sido do pior. Hoje, depois de ela ter dito às chefias que amanhã não poderia ir trabalhar (e de notar que mete um dia de férias), e já depois de sair, recebeu mais uma dessas sms que dizia "a mãe doentinha? Vê lá se pega LOL".

Agora pergunto: que mente distorcida é esta, que tem tamanha necessidade de fazer mal a alguém? Que mente doente é esta que goza (reparem no LOL) com o sofrimento dos outros? Até onde devemos resistir antes de descermos ao mesmo nível?

Pág. 3/3