Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

25.09.20

Mais uma descoberta

Carla

IMG_20200925_171041.jpg

 

Estas calças estavam no fundo do fundo do roupeiro esquecidas. Estão praticamente novas, à parte do fecho que está lasso (mas que, com o Pinterest, arranjei solução). São confortááááveis como se quer.

E assim poupei uns trocos numas calças de ganga que andava a precisar. Tenho que desarrumar mais vezes o roupeiro, está visto. 

25.09.20

21 dias

Carla

21days.jpg

 

Dizem  que são precisos 21 dias para adoptar um novo hábito ou acabar com um que não gostemos.

Este mês propus-me a acabar com o hábito de comer doces à noite. Estou com excesso de peso e preciso de me "regrar". Pois bem, passaram os 21 dias e cumpri o meu desafio. E, sinceramente, foi mais fácil do que pensei. Nos primeiros dias parecia uma barata tonta a tentar afastar a vontade mas, ao fim de uma semana, uma semana e meia, já nem dava pela falta.

Vou continuar e para o próximo mês vou propor-me outro desafio. Ainda não sei bem qual, mas terá a ver com esta minha vontade de perder alguns quilitos (não muitos, apenas os necessários para me voltar a sentir confortavel nas calças de outono/inverno). Haja força de vontade!

17.09.20

Bons sons

Carla

IMG_20200917_104608.jpg

 

Tenho vindo para o trabalho sempre de carro, desde que a pandemia começou, e ontem não foi excepção. Tenho o leitor de CD's (o meu carro tem 17 anos e na altura ainda só tinha rádio e leitor de CD's) avariado e como o arranjo provavelmente custaria mais que o valor do carro, limito-me à Rádio. De manhã costumo conduzir ao som da Rádio Comercial e à tarde ao som da TSF para ouvir as notícias do dia.

Ontem terminei o dia de trabalho com uma nuvem acinzentada por cima da cabeça. Foi um dia "nim".

Ao contrário do habitual, não liguei a rádio. Apenas abri metade da janela do meu lado e outra medade da janela do lado do pendura. Conduzi ao som da cidade. Ao som dos carros que iam passando, ao som dos pássaros enquanto parava nos semáforos, aos som do piso da ponte enquanto a passava.

E desanuviei. A nuvem desapareceu. O silêncio no interior do carro fez-me bem. Os sons da cidade ao longe fizeram-me bem.

Vou, decididamente, fazê-lo mais vezes.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D