Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Desculpem, mas não é suficiente

13.03.20, Carla

IMG_20200313_082048.jpg

O autocarro que apanho vai 50% do que costuma ir. Ainda assim, como respeitar o distanciamento nos transportes públicos? 

As escolas fecham para os alunos, mas as pessoas que lá trabalham têm que ir?

A ligeireza das medidas que algumas chefias tomam? 

Continuo a dizer, enquanto não fecharem mesmo tudo, nada se resolve. Tomar medidas aos bochechos não é solução.

E não. Não tem a ver com eu não querer trabalhar (pensem, com dois miúdos em plena adolescência confinados em casa, ficar fechada em casa com eles não é um cenário idílico). Tem mesmo a ver com mantermo-nos seguros e conseguir parar esta pandemia.

2 comentários

  • Sem imagem de perfil

    Marta

    13.03.20

    Relativamente às máscaras, não estão recomendadas para pessoas saudáveis, pois podem aumentar o risco de infeção, por estarem mal colocadas ou devido ao contacto das mãos com a cara. A máscara contribui também para uma falsa sensação de segurança.
    Pessoas com sintomas devem usá-las ou que cuidam de doentes devem usá-las.
    Quanto à questão da escassez esta é uma possibilidade, principalmente por estarem a ser usadas por pessoas que não precisam delas, quando podem fazer falta aos profissionais de saúde e aos infectados e doentes.
    Neste momento existem sempre especulações e teorias da conspiração, mas esta é a informação dada pela Organização Mundial de Saúde, e em que devemos acreditar.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.