Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

13.02.21

2021 já tem quase mês e meio

Carla

Um mês e meio depois do último post, bem como de entrarmos em 2021, apareço por aqui.

Sou sincera, este novo confinamento está a custar-me muito mais que o outro. Eu, que sou uma adepta confessa de estar em casa, começo a estar saturada de não sair, nem que seja ao quintal. Sim, porque se no primeiro confinamento aproveitei ao limite esse espaço, porque o bom tempo era o mote, agora, com o inverno, não há como escapar a estas "4 paredes".

Se eu já era amante do silêncio, agora ainda lhe dou ainda mais valor. Tive um "upgrade" nas minhas funções profissionais e tive um considerável aumento de trabalho em que, por vezes, é necessária grande concentração. Agora tentem arranjar esse nível de concentração numa casa com 4 pessoas, sendo que 3 delas são adpetas do "nunca estar calado". Querem pior? Acrescentem as obras no apartamento ao lado, em que estão, literalmente, a deitar tudo abaixo, para reconstruir...

Só quero que isto acabe, sinceramente. Acho que queremos todos. Mas depois, olho para aqueles que fazem e vão a festas com muita gente, sem máscaras, sem cumprimento algum das regras e percebo que ainda há muita gente que se está marimbando para o estado em que o País, o Mundo, está. Que não medem as consequências dos seus atos e que põem em riscos os outros e que fazem com que isto, afinal, nunca mais acabe...

Um ano. Estamos há praticamente 1 ano nisto. A quem está na linha da frente, todo o meu respeito, toda a minha solidariedade, todo o meu agradecimento.

17.07.20

Isto tem andado muito parado

Carla

IMG_20200717_103024.jpg

Já de regresso ao trabalho presencial quase há um mês, o tempo dividido entre o trabalho, as deslocações e casa esgota-se. Juntando o calor excessivo do Verão, que eu detesto e que me põe (literalmente) doente, a vontade de escrever aqui tem sido muito pouca. No entanto, com 3 semanas de férias a começar amanhã, pode ser que a vontade volte.

Random facts about my life in the last days:

- Não gosto deste tempo. Quem acompanha este blog desde o início, sabe que sou de estações intermédias, de temperaturas amenas com sol ou até mesmo com alguma chuvinha à mistura. 

- Tenho lido muito pouco. Aliás, não tenho lido nada. Estou a atravessar outra vez aquela fase em que tenho que começar muitos livros e deixá-los ao fim das primeiras páginas até encontrar aquele que me faça sentir que é omomento certo para o ler.

- Não tenho feito nada de crochets e tricots. Está a ser como os livros. Começo e ao fim de pouco tempo largo. É isto.

- Uma das poucas coisas boas do trabalho presencial é o ar condiconado e o fresquinho que está no escritório.

- Não gosto deste tempo e destas temperaturas excessivas. Já tinha dito, não?

 

Amanhã começo as férias!

16.04.20

Desabafo:

Carla

Isto de estudar em casa até podia correr bem, mas quando os professores da mesma turma utilizam plataformas diferentes para contactar com os alunos (escola virtual da Porto Editora, Escola Virtual da Leya, Classroom da Google, GMail...), torna-se complicada a organização, especialmente quando só há um PC para dois alunos de anos diferentes (vão valendo os smartphones).

 

19.12.19

E a 5 dias do Natal

Carla

Sinto-me esgotada física e psicologicamente. E ainda tenho todas as prendas que quero oferecer por comprar/fazer.

Não dou 'merdinhas', gosto de oferecer consoante a personalidade da pessoa a quem ofereço. E para isso preciso de disponibilidade. Que é coisa que não tenho.

Esta época Natalícia está a ser muito estranha para mim. Vá lá, consegui 'enfeitar' aqui o Canto. 

19.11.19

A pessoa já não vai para nova

Carla

A pessoa trabalha desde os 16 anos. A pessoa vai já a caminho dos 52 anos. A pessoa começa a pensar na reforma e no descanso. A pessoa só ouve outras pessoas à sua volta a dizer que depois tem que se arranjar qualquer coisa para fazer ('tipo' trabalho). A pessoa pensa que está gente é toda doida, porque levam o tempo todo a dizer que querem descansar e depois, quando têm possibilidade disso, querem trabalhar.

A pessoa não é assim. Pode mesmo dizer-se que a pessoa é calona, quer é sopas e descanso. Quer ler. Quer crochetar. Quer, de vez em quando, viajar. Quer, mesmo, vegetar no sofá.

É o feitio da pessoa e ninguém tem nada com isso. Mandem nas vidas delas, ora essa! 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D