Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

A miúda ontem pregou-nos um susto.

17
Jul20

Estava a ver televisão junto à janela aberta e, de repente, começa a gritar que tem o olho a sangrar. Assustámo-nos a ver o olho direito cheio de sangue, mas assim que o limpamos com soro, vimos que o sangue tinha desaparecido e o olho estava sem qualquer problema, e ela estava a ver perfeitamente, apenas sentia que tinha um ligeiro arranhar na parte interior da pálpebra. A hipótese que pusemos foi que um bicho a terá picado (tem uma pequena borbulha na pálpebra) e que a reação dela terá sido coçar. Como a miúda está a deixar crescer as unhas, provavelmente fez um pequeno corte na parte de dentro da pálpebra e daí o sangramento. Durante a noite foi vigiada, mas até esta hora está tudo normal. Mesmo assim, a visão do olho dela cheio de sangue foi assutadora.

Estes miúdos...

Orgulho. Muito. ❤

09
Dez19

IMG_20191208_012457[1608] (1).jpg

Participação especial com UHF, Academia Almadense, 7 de dezembro 2019.

"Era de noite e levaram"

"Era de noite e levaram
Era de noite e levaram
quem nesta cama dormia
nela dormia, nela dormia.

Sua boca amordaçaram
Sua boca amordaçaram
com panos de seda fria
de seda fria, de seda fria.

Era de noite e roubaram
Era de noite e roubaram
o que nesta casa havia
na casa havia, na casa havia.

Só corvos negros ficaram
Só corvos negros ficaram
dentro da casa vazia
casa vazia, casa vazia.

Rosa branca rosa fria
Rosa branca rosa fria
na boca da madrugada
da madrugada, da madrugada.

Hei-de plantar-te um dia
Hei-de plantar-te um dia
sobre o meu peito queimada
na madrugada, na madrugada."

Zeca Afonso

 

Se quiserem perceber o motivo extra de orgulho, procurem na página de facebook dos UHF.