Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Canto de conversas

Umas vezes em modo Zen, outras nem por isso

Falta ano e meio

27.04.22, Carla
Trabalho desde os 16 anos. O meu pai morreu quando eu tinha 15 anos, a minha mãe ficou semi paralisada da mão direita, impossibilitando-a de fazer muita coisa. Ainda assim nunca parou de lutar para conseguir o mínimo sustento para vivemos. Não consegui ficar a ver sem fazer nada. Comecei a estudar à noite e a trabalhar numa papelaria/livraria durante o dia. Passados dois anos entrei no Banco e já lá vão praticamente 35 anos (+2 da papelaria)  de trabalho non stop. Nunca foi um (...)

Diário de Gratidão 8/2021

29.09.21, Carla
Há dias, como o de hoje, em que o dia é tão sem nada, para além da rotina habitual, que temos dificuldade em apercebermo-nos daquilo que nos traz de bom. Acho que hoje a gratidão vai mesmo para esse nada, que significa que, não havendo problemas de maior, tudo correu bem.

E eis que regressa o Outono

22.09.21, Carla
e já se nota bem nas noites mais frescas, nos dias mais curtos,  no chão que se começa a cobrir de folhas. E com este Outono, vem também o regresso ao trabalho presencial. Ainda não totalmente (3 dias presencial, dois à distância), mas com a sensação que estará por muito pouco o regresso total. Depois de quase ano e meio de rotina de trabalho à distância (com poucos dias pelo meio presenciais), com efetivo ganho de qualidade de vida, voltamos à rotina do trânsito, do barulho (...)

E o que tem acontecido por aqui?

14.07.21, Carla
Nada. Continua o trabalho à distância, apenas com uma presença semanal no edifício oficial. Amanhã é dia de segunda dose da vacina e daqui a 14 dias fico mais tranquila quanto ao Covid19, pois os riscos serão menores (ainda assim, nunca descurando as regras do uso da máscara, distanciamento e higienização das mãos). Falta menos de um mês para as férias e estou desejosa que elas cheguem. Mesmo não havendo planos para grandes viagens, só a sensação de estar offline já é (...)

"Morrer na praia"

03.03.20, Carla
Não poder alterar para melhor a minha vida única e simplesmente porque não sou um ano mais velha.   Continuo a pensar que tudo acontece por uma razão. E essa razão vai, mais tarde ou mais cedo, aparecer.  

Orgulho de mãe

06.09.19, Carla
Começou por ser uma brincadeira, uma experiência. Agora, passados dois anos, a miúda encara isto como uma responsabilidade, para além de se continuar a divertir tremendamente.  E nós, que nunca imaginamos a dimensão que isto poderia tomar, enchemo-nos de orgulho a cada atuação dela e do grupo, que já é uma família.

Meio século.

10.10.18, Carla
Pai. Mãe. Mana. Filhos. Marido. Família. Amor. Descanso. Trabalho. Ler. Livros. Crochet. Tricot. Música. Dançar. Séries. Passear. Mar. Sol. Chuva. Outono. Doces. Café. Água. Benfica. Gatos. Cães. Canecas. Canetas. Malas. Conduzir. Silêncio. Abraços. Beijos. Gargalhadas. Sorrisos. Lágrimas. Medos. Inseguranças. Certezas. Optimismo. Experiência. Sabedoria. Mau humor. Bom humor. Gratidão. Fé. Outubro. 50 anos. Eu.